ENCONTREI! TODOS NÓS, VEZ POR OUTRA, ENCONTRAMOS ALGO QUE NOS SURPREENDE, NEM SEMPRE PELA NEGATIVA, O QUE É REALMENTE BOM, MUITO BOM. EU ENCONTREI ALGO QUE QUERO PARTILHAR CONSIGO NESTE BLOG. ABRA E LEIA OS DIFERENTES POSTS. ESPERO QUE TAMBÉM ENCONTRE.
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007
NECESSIDADES SUPRIDAS

Necessidades supridas

Vivemos dias em que um grande número de pessoas sente cada vez mais e maiores necessidades. Uma boa parte dos problemas que afligem as pessoas não são humanamente possíveis de superar, porque estão para além das capacidades e das possibilidades humanas. Não sei se o leitor é uma das muitas pessoas nestas condições, mas seja ou não, quero, de uma forma honesta, apontar-lhe uma maneira de suprir as suas carências sejam elas de que ordem for.

No Novo Testamento, no Evangelho segundo João 5:1-15, lemos de um homem que pode representar a toda a humanidade.

1. Este homem tinha uma necessidade física.

Narra o texto que, já se encontrava doente havia 38 anos. Trinta e oito anos é muito tempo. Quem sabe, o leitor sofre também de uma doença física, sem importar o tempo que carrega esse sofrimento, pois quem está doente qualquer que seja o tempo acha que é sempre muito. Este paralítico foi colocado, talvez pelos familiares, junto do tanque de Betesda, onde se encontravam muitos outros doente, todos eles esperavam que, por meio do movimento das águas, acontecesse o milagre da cura. Betesda significa “casa da misericórdia”. Se pegar numa Bíblia e ler o texto a que aludimos, reparará que a atenção do homem está toda ela concentrada no tanque, aguardando o movimento das águas. Este tanque é uma figura de todas as coisas que atraem a nossa atenção, desviando-nos daquele, Jesus, que está bem junto a nós, oferecendo solução para os nossos problemas e dificuldades e nem reparamos Nele. Quantos destes tanques, (lugares, pessoas, objectos etc.), há por aí, a quem se atribuem virtudes, julgando que são de Deus, mas que no fundo não são casa de misericórdia, nem têm virtude alguma e como tal, prometem muito, mas não resolvem os problemas das pessoas. Repare bem no que aconteceu - Jesus surgiu na vida deste homem e ele voltou a ter perfeita saúde. O mesmo pode acontecer consigo, leitor.

2. Este homem tinha uma necessidade mental.

Estava tão concentrado no tanque que nem reparou na pergunta que lhe foi feita, nem tão pouco quem a fizera: queres ficar são? Devido aos muitos anos de doença e ainda porque nada nem ninguém lhe tinha podido valer, o homem estava mentalmente muito negativo. Não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me meta no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Facilmente se percebe que se encontrava desanimado, desalentado, esmorecido, triste e sem esperança alguma. No íntimo ele não conseguia pensar positivamente, pois que, ao fim de 38 anos, não via solução. Quando assim é, qualquer mortal desespera. Mas Jesus estava ali junto dele para mudar a sua situação e para o ajudar a perceber que, não obstante aquela desgraça, ainda havia possibilidades. Talvez o leitor chegou também à conclusão de que não há ninguém que o possa ajudar, que se interesse pelo seu caso, mas não é assim. Jesus sabe a sua necessidade e Ele tem solução para o seu problema. Pela fé, olhe para Ele agora, aquele Jesus que veio a este mundo morrer por si e por mim, para nos salvar, curar e libertar, e que depois de morto ressuscitou e foi para o Céu, sendo Deus, Ele está connosco, para responder às nossas necessidades. São muitas as pessoas que ainda hoje dão testemunho desta verdade.

3. O homem tinha também uma necessidade afectiva.

Ele queixou-se: não tenho ninguém que me ajude. Por outras palavras – ninguém quer saber mais de mim, ninguém simpatiza comigo, ninguém compreende o meu problema. Sim, em momentos de desespero, parece que, todos nos voltam as costas; os amigos, a família e até chegamos a pensar que mesmo Deus nos abandonou. É bem possível que este seja o seu caso leitor. Sente falta de simpatia, de amor, de compreensão, de um ombro amigo. Não desespere, muitas pessoas em circunstâncias idênticas têm encontrado ajuda na Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, que diz: Quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá. (Salmo 27:10) Ainda que uma mãe se esqueça do seu filho, Eu nunca Me esquecerei de ti, diz o Senhor (Isaías 49:15) Não Te deixarei, nem te desampararei (Hb 13:5) Os amigos podem desapontar-nos, a família pode abandonar-nos, as possibilidades monetárias esgotam-se, mas o Senhor nosso Deus ama-nos e mantém-se fiel. Ele tem solução para o seu problema, independentemente da sua idade ou condição social. Se, se voltar para Ele de coração e o receber pela fé, pode estar certo que Ele não o rejeitará. Ele diz: … o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. (João 6:37)

O autor destas linhas conhece casos humanamente considerados perdidos, mas que, quando as pessoas em questão, se arrependem dos seus pecados e se entregam nos braços amorosos de Jesus, O Salvador, as coisas mudam completamente para melhor.

4. O Homem de quem temos estado a falar tinha também uma necessidade espiritual.

Depois, Jesus encontrou-o no templo e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior. (João 5:14)

 

O pecado é o câncer da alma e muitos problemas surgem na vida das pessoas precisamente por causa do pecado. Jesus quer curar as nossas enfermidades e suprir todas as nossas necessidades. Ele quer perdoar os nossos pecados. Certa ocasião, levaram à Sua presença, um outro paralítico, e a primeira coisa que Jesus lhe disse foi: Filho, perdoados estão os teus pecados, e só depois lhe disse: toma a tua cama e anda e acto contínuo, o paralítico levantou-se, e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos. (Acerca deste episódio convidamos o leitor a ler a Bíblia Sagrada em Marcos 2:1-12).

Jesus disse para o homem: Não peques mais, para que te não suceda coisa pior. Jesus está, com isto, a alertar o homem para o pecado e cada um de nós faz bem em tomar este aviso para si. Recordamos a lei da natureza que determina. “Que o homem colhe aquilo que semeia”. È verdade que pecados contra o Deus Santo e Justo só Jesus Cristo, o Filho de Deus e ninguém mais pode perdoar. Ele é fiel e justo para nos purificar de todo o pecado (I João 1:9). Jesus quer satisfazer a nossa necessidade de saúde espiritual, porque ainda que física, afectiva e mentalmente nos encontremos bem, se não tivermos os nossos pecados perdoados na base do sacrifício de Cristo na Cruz estaremos eternamente perdidos (Romanos 6:23). Quantas pessoas hoje vivem esmagadas sob o peso de uma consciência culpada, carregando um fardo de medo e remorso, porque não gozam do perdão divino, o que é diferente de praticar uma religião. Lemos na Palavra de Deus: todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Romanos 3:23)

Leitor, se for necessário, contacte-nos, temos muito gosto em ajudá-lo(a) a encontrar solução para o seu problema. Esperamos que, como este homem, venha a dizer que Jesus Cristo Salva, Cura e Liberta. (João 5:15)

 

 

José Manuel de Sousa



publicado por prjmsousa às 20:43
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

POBREZA! QUE POBREZA?

SE DESEJA SER SALVO

MENTES PERTURBADAS

FAMÍLIA

NECESSIDADES SUPRIDAS

Satã derrotado para sempr...

1º MANDAMENTO

ADORAÇÃO

adoração

arquivos

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds